Primeira “Terra alienígena” será descoberta em 2013, dizem cientistas

O primeiro planeta verdadeiramente parecido com a Terra será descoberto em 2013, uma épica descoberta que faria com que a humanidade reavaliasse seu lugar no universo.

Exoplanetas

Embora astrônomos tenham encontrado muitos exoplanetas ao longo dos últimos anos que apresentam uma ou duas características da Terra (como temperatura ou tamanho), nenhum planeta como o nosso foi descoberto ainda. Mas isso pode mudar em 2013, dizem os cientistas.

“Estamos muito confiantes que a primeira gêmea da Terra possa ser descoberta no ano que vem”, disse Abel Mendez, que dirige o Laboratório de Planetas Habitáveis, na Universidade de Porto Rico.

O primeiro exoplaneta descoberto orbitando uma estrela como o Sol foi descoberto em 1995. Desde então, astrônomos já viram mais de 800 mundos além do nosso sistema solar, e muitos  ainda aguardam confirmação.

O telescópio espacial Kepler, por exemplo, já observou mais de 2.300 planetas candidatos desde seu lançamento em março de 2009. Apenas 100 deles foram confirmados até o momento.

Os primeiros mundos alienígenas encontrados eram gigantes gasosos como Júpiter, pois são mais fáceis de serem detectados. Mas com o tempo, novos instrumentos foram lançados, e os caçadores de planetas aprimoraram suas técnicas, possibilitando a descoberta de planetas menores e mais distantes.

Planetas mais semelhantes com a Terra até agora descobertos

Nenhum dos planetas potencialmente habitáveis descobertos até agora (vídeo acima) são pequenos o suficiente para serem verdadeiros gêmeos da Terra. Planetas do tamanho do nosso só foram descobertos muito próximos à suas respectivas estrelas hospedeiras, inviabilizando a vida por causa da alta temperatura.

Mas para Mendez, é somente uma questão de tempo para que um planeta pequeno, rochoso e que esteja localizado na zona habitável de uma estrela como o Sol seja descoberto.

Provavelmente existem muitas Terras alienígenas na nossa galáxia esperando para serem descobertas. Há aproximadamente 200 bilhões de estrelas na Via Láctea, que hospedam pelo menos 50 bilhões de planetas. É de se esperar muitos deles tenham vida ou sejam capazes de abrigá-la. Algumas estimativas sugerem que existam pelos menos 5 milhões de planetas habitáveis na Via Láctea. [Space]

Lucas Rabello tem 19 anos, mora em São Paulo, é formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, apaixonado por ciência, adora esportes, rock e livros de suspense. É administrador do Mistérios do Mundo (projeto que criou em 2011) e escreve diariamente para o site.

Comentar com o Facebook