Meteoro explode no céu da Rússia e fere mais de 1000 pessoas

Uma poderosa explosão que quebrou janelas e deixou um rastro esfumaçado no céu do leste da Rússia parece ter sido causada por um meteoro, de acordo com as autoridades e noticiários de todo o país. Mais de 1000 pessoas ficaram levemente feridas, principalmente pelos estilhaços de vidro.

Meteoro explode na Rússia

O raro fenômeno aconteceu hoje (15 de fevereiro) à tarde no horário local na região dos Montes Urais. O objeto imergiu na atmosfera, mas explodiu, deixando um rastro luminoso no céu do país e lançado fragmentos para todos os lados.

Noticiários russos mostraram danos, como vidros estilhaçados, em diversas casas da região, que foram causados pela explosão. Moradores relataram ter sentido um forte tremor durante o evento. Fragmentos do meteorito estão sendo procurados pelos investigadores, mas até agora nada foi encontrado.

Fábrica de zinco atingida por meteorito

Fábrica de zinco é atingida por fragmento do meteorito

Segundo a agência de notícias RIA-Novosti, a explosão aconteceu em uma altitude de 10 mil metros. O evento foi visto nas regiões de Chelyabinsk e Sverdovsk, à 1500 km da capital Moscou.

Algumas pessoas estão sugerindo que o estranho fenômeno pode ter sido causado por testes militares ou até mesmo por um OVNI. Mas cientistas trabalham com a ideia que a explosão foi de fato causada por um meteoro.

Cratera meteorito na Rússia

Cratera formada pelo impacto de um dos fragmentos do meteorito em um lago congelado

ATUALIZAÇÃO: Meteoro é maior e mais poderoso do que o calculado anteriormente

ATUALIZAÇÃO: NASA se pronuncia sobre o acontecimento

Em 1908, uma bola de fogo explodiu sobre o Rio Tunguska, também na Rússia, e devastou completamente uma grande floresta. A teoria mais aceita é de que um objeto de 45 metros de diâmetro explodiu no céu. O evento foi testemunhado em diversos cantos do planeta. [Explosão em Tunguska: Meteoro ou alienígenas?]

Um objeto de tamanho similar ao que explodiu em Tunguska, o asteroide 2012 DA14, se aproximará muito da Terra hoje, chegando mais próximo do que muitos satélites de comunicação, mas não irá atingir o planeta. Alguns especularam que o evento na Rússia pode ter alguma relação com o passagem do asteroide, mas pesquisadores negaram. [Space, G1, Reuters]

Lucas Rabello tem 19 anos, mora em São Paulo, é formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, apaixonado por ciência, adora esportes, rock e livros de suspense. É administrador do Mistérios do Mundo (projeto que criou em 2011) e escreve diariamente para o site.

Comentar com o Facebook