Hubble registra fotos do cometa ISON, o “cometa do século”

O Telescópio Espacial Hubble, da NASA/ESA, registrou deslumbrantes fotos do cometa ISON, que pode se tornar um dos cometas mais brilhantes já vistos quando se aproximar do Sol.

Cometa ISON

O Hubble capturou as novas fotos no dia 10 de abril, quando o cometa ISON estava um pouco mais perto do que Júpiter. Na época, o andarilho gelado estava a 621 milhões de quilômetros do Sol, e a 634 milhões de quilômetros da Terra.

As novas imagens já estão ajudando os astrônomos a estudar o cometa, que pode brilhar tanto quanto a lua cheia no final de novembro, quando fará sua passagem mais próxima do Sol. (O ISON não representa nenhuma ameaça para a Terra, segundo a NASA.)

Hubble: Cometa ISON

As fotos do Hubble mostram que o ISON está se tornando bastante ativo, embora ainda esteja longe da nossa estrela. A coma do cometa possui 5 mil quilômetros de largura, e sua cauda possui mais de 92 mil quilômetros de comprimento, de acordo com os astrônomos. No entanto, o núcleo do objeto é surpreendentemente pequeno, com 4,8 a 6,5 quilômetros de diâmetro.

Este pequeno núcleo faz com que o comportamento do cometa na sua viagem ao redor do sol se torne difícil de prever. Por isso, é complicado saber se o cometa ISON irá fracassar como fez Kahoutek, outro “cometa do século”, em 1973.

O cometa ISON é oficialmente designado como C/2012 S1 (ISON) e foi descoberto em setembro de 2012 pelos  amador astrônomos russos Vitali Nevski e Artyom Novichonok. [Space]

Lucas Rabello tem 19 anos, mora em São Paulo, é formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, apaixonado por ciência, adora esportes, rock e livros de suspense. É administrador do Mistérios do Mundo (projeto que criou em 2011) e escreve diariamente para o site.

Comentar com o Facebook